42% são contra reeleição de Maia e de Alcolumbre no comando do Congresso.

Maia e Alcolumbre: amigos, mas agora cada 1 lutando pela própria reeleição ao comando das duas Casas do Congresso. Atrito pode escalar e atrapalhar o ambiente político para aprovar reformas.

© Pedro França/Agência Senado

Por Poder 360

A pesquisa PoderData mostrou que 42% dos brasileiros são contrários às mudanças nas regras para permitir a reeleição dos presidentes da Câmara, Rodrigo Maia, e do Senado, Davi Alcolumbre.

O levantamento, realizado entre 27 e 30 de setembro, revelou que 25% são a favor da medida. Outros 33% não souberam responder. A margem de erro é de 2 pontos percentuais.

A pesquisa foi realizada pelo PoderData, divisão de estudos estatísticos do Poder360. A divulgação do levantamento é realizada em parceria editorial com o Grupo Bandeirantes.

Os dados foram coletados de 28 a 30 de setembro, por meio de ligações para celulares e telefones fixos. Foram 2.500 entrevistas em 423 municípios, nas 27 unidades da Federação. A margem de erro é de 2 pontos percentuais. Saiba mais sobre a metodologia lendo este texto.

HIGHLIGHTS DEMOGRÁFICOS

Quem mais rejeita a reeleição:

  • homens (57%);
  • quem tem ensino superior (64%);
  • quem ganha mais de 10 salários mínimos (68%);
  • quem ganha de 5 a 10 salários mínimos (70%).

Quem aceita:

  • Os únicos grupos em que o apoio à mudança supera a desaprovação é o dos moradores do Sul (47%) e de quem de 16 a 24 anos (23%).

A mudança

De acordo com a Constituição, Rodrigo Maia e Davi Alcolumbre só podem ficar no comando das duas Casas do Congresso até 31 de janeiro de 2021. Na 1ª semana de fevereiro têm de ser eleitos novos presidentes da Câmara e do Senado, no entanto, ambos elaboraram estratégias distintas para tentar contornar esse obstáculo legal.

No Senado, Alcolumbre tenta utilizar 1 parecer jurídico, assinado por advogados de renome, e assim tentar consolidar a reeleição. No Supremo Tribunal Federal há uma chance real de que a tese seja aceita.

Na Câmara, Maia quer utilizar um argumento similar ao que o ex-presidente Fernando Henrique Cardoso utilizou em 1997, para aprovar a possibilidade de se reeleger no ano seguinte: todos têm direito a uma reeleição. No entanto, o deputado do DEM está no cargo desde 2016, quando substituiu Eduardo Cunha. Cumpriu um mandato completo de 2 anos em 2017 e 2018 e agora está no 5º ano de comando da Câmara.

Reeleição X avaliação de Bolsonaro

O maior percentual que rejeita a reeleição (46%) é de quem avalia o mandatário como “ruim” ou “péssimo”. Entre quem considerou “ótimo” ou “bom”, 42% são contrários à reeleição.

Em média, 1/3 dos entrevistados não soube responder à questão do PoderData. Entre quem avaliou o presidente como “regular”, 28% são a favor e 36% se opõem.

PODERDATA

O conteúdo do PoderData pode ser lido nas redes sociais, onde são compartilhados os infográficos e as notícias. Siga os perfis da divisão de pesquisas do Poder360 no Twitter, no Facebook, no Instagram e no LinkedIn.

O Poder360 mantém um Agregador de Pesquisas Eleitorais, com dados divulgados por institutos de pesquisas desde o ano 2000. Esses dados estão abertos e livres para consulta. Se você tiver alguma pesquisa disponível e que não esteja em nossa base de dados, envie 1 e-mail para redacao@poder360.com.br

Informações deste post foram publicadas antes pelo Drive, com exclusividade. A newsletter é produzida para assinantes pela equipe de jornalistas do Poder360. Conheça mais o Drive aqui e saiba como receber com antecedência todas as principais informações do poder e da política.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese