Justiça absolve colunista da RedeTV! em processo movido por Patrícia Poeta por injúria

Alessandro Lo-Bianco foi absolvido em primeira instância; juíza considera que, ‘ainda que grosseiras’, críticas ‘não são aptas a tipificação de crimes’; advogado diz que vai recorrer

Patrícia Poeta perde, em primeira instância, processo movido contra colunista da RedeTV! – Reprodução/Globo

F5

Colunista do programa A Tarde é Sua, da RedeTV!, Alessandro Lo-Bianco foi absolvido, em primeira instância, de uma ação na Justiça que foi movida pela apresentadora Patrícia Poeta, do programa Encontro, da Globo.

Poeta acusa Lo-Bianco de inventar fatos e persegui-la na atração diária comandada por Sonia Abrão. Sonia também foi processada.

O F5 teve acesso à sentença do caso, que corria na 26ª Vara Criminal do TJ-SP (Tribunal de Justiça de São Paulo). Para a juíza Ana Claudia dos Santos Sillas, Lo-Bianco não cometeu crime.

Para a magistrada, “ainda que grosseira”, Lo-Bianco fez apenas uma crítica jornalística contra Patrícia Poeta. Não houve perseguição sistemática caracterizada e nem mesmo mentiras, segundo a meritíssima.

“Chega-se à conclusão de que as expressões utilizadas pelo querelado, ainda que veementes e mordazes, não são aptas à tipificação de crimes de difamação ou injúria”, afirmou a juíza. Segundo ela, Patrícia Poeta é uma pessoa pública, e está mais exposta a críticas do que qualquer outra pessoa.

“A querelante [Poeta] é pessoa notória e sua imagem, por sua natureza divulgada, está sujeita a elogios, bem como a censuras. Dessa forma, no presente conflito de direitos fundamentais, e tratando-se de ofendida pessoa pública e notória, a fala do querelado não tem o condão de configurar crime, razão pela qual a absolvição sumária é medida que se impõe”, concluiu a decisão.

Procurado pelo F5, o advogado de Patrícia Poeta, André Perecmanis, diz que vai recorrer da decisão. Ele se baseia em dois pareceres favoráveis do Ministério Público aos seus argumentos.

“Ao contrário do afirmado na decisão, o acusado não se limitou a fazer críticas grosseiras à Patricia. Como reconhecido duas vezes pelo próprio Ministério Público, as provas apontam para a existência de crimes e justificam o prosseguimento da ação, em especial porque o acusado inventou fatos e os divulgou seguidamente mesmo sabedor da falsidade”, diz Perecmanis.

Em sua página no Twitter, Lo-Bianco fez uma provocação ao vencer a ação. “Oi gente, Nos destaques no Encontro de hoje, será que a Patrícia vai falar que perdeu o processo contra mim? Buenos dias!”.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese