Bottas vence GP da Turquia, e Verstappen retoma liderança na F1

Finlandês não vencia quase um ano, e Lewis Hamilton termina em quinto.

No GP da Rússia, em Sochi, o Lewis Hamilton, da Mercedes, conquistou a centésima vitória na F1, ao derrotar o também inglês Lando Norris, com ajuda da pista molhada. AFP/Alexander Nemenov

Por Folhapress

SÃO PAULO

Em uma corrida quase impecável, o finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, venceu o GP da Turquia, neste domingo (10), à frente de Max Verstappen, da Red Bull. Sérgio Pérez completou o pódio em Istambul, enquanto Lewis Hamilton terminou em quinto lugar e contrariado com as decisões da Mercedes.

A seis provas para o final da temporada, Verstappen reassume a liderança da F1 com seis pontos à frente de Hamilton.

Foi a 10ª vitória de Bottas, que não terminava em primeiro desde setembro de 2020 no circuito de Sochi, na Rússia.

Hamilton, apesar de ser o mais rápido na etapa de classificação, largou da 11ª posição neste domingo, a 210 metros do pole Valtteri Bottas, seu colega de Mercedes. O inglês foi punido com a perda de dez posições em razão da troca em um dos seis componentes do motor.

Debaixo de chuva, o heptacampeão precisaria fazer uma prova de recuperação em Istambul. No mesmo circuito onde o inglês teve um desempenho inesquecível como piloto na GP2, hoje F2, em 2006, enquanto defendia a liderança do campeonato diante das investidas do brasileiro Nelsinho Piquet. Na ocasião, o inglês largou em sétimo, caiu para o décimo sétimo e, na última volta, assumiu a segunda colocação. O austríaco Andreas Zuber venceu aquela corrida, mas com o pódio o inglês encaminhou a conquista do título.

Neste domingo, Hamilton viu o seu principal concorrente pelo título, Verstappen, largar na segunda posição e atacar o pole Bottas. O inglês alcançou a quinta posição na 15ª das 58 voltas previstas do circuito de Istambul, mas teve dificuldades para ultrapassar o mexicano Sergio Pérez, da Red Bull.

No momento mais emocionante da prova, Hamilton e Pérez travaram uma batalha pelo quarto lugar. O inglês atacou o mexicano, que chegou a tocar no pit-lane, mas conseguiu se defender.

Quando Pérez parou para troca de pneus, adotando os intermediários, Hamilton tomou a quarta posição. A Mercedes chamou Hamilton para realizar a mesma troca, mas o inglês resolveu não atender ao pedido e chegou ao terceiro lugar, deixando para trás o monegasco Charles Leclerc, da Ferrari. No entanto, a sete voltas do final, o inglês teve que parar adotar os pneus intermediários e voltou em quinto lugar.

CALENDÁRIO DA TEMPORADA 2021 DA F1​

24.out – GP dos EUA – Austin

07.nov – GP do México – Cidade do México

14.nov – GP de São Paulo – Interlagos / São Paulo

21.nov – GP do Qatar

05.dez – GP da Arábia Saudita – Jeddah

12.dez – GP de Abu Dhabi – Yas Marina

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese