Com uma vitória magra, o Grêmio bate o Athletico na Arena e carimba a vaga na pré-Libertadores.

Na primeira etapa, o Furacão teve as melhores chances mas não conseguiu fuarar o paredão Kannemann/Paulo Victor.

Lucas SIlva, do Grêmio, e Vargas, do Atlético-MG, em partida válida pelo BrasileirãoLucas Uebel/Grêmio

Por Phbwebcidade

Placar zerado no primeiro tempo em Porto Alegre. O Grêmio começou melhor e teve facilidade em criar no ataque, mas Lucas Silva e Isaque desperdiçaram as melhores chances. Após os primeiros 15 minutos, o Furacão tomou as rédeas do jogo e incomodou a defesa tricolor. Explorando as jogadas de velocidade, Jadson foi o motorzinho no meio-campo e servia seus companheiros. Nikão e Léo Cittadini foram os mais acionados, mas pararam nas boas atuações de Paulo Victor e Kannemann, que interceptaram boas jogadas rubro-negras nesta primeira etapa.

Segundo Tempo

Na volta do intervalo, com três alterações, os donos da casa retomaram a posse de bola e a partida ficou mais equilibrada. Jadson tirou tinta da trave em cobrança de falta e Paulo Victor evitou o gol contra de Paulo Miranda. Santos, fez a melhor defesa do jogo, defendendo o chute no ângulo de Jean Pyerre. Mas aos 77, o goleiro não conseguiu evitar a bomba de Thaciano na área, que definiu o placar do jogo. Grêmio 1 x 0 Athletico

Escalações

Athletico: 4-4-2: Santos – Abner Vinicius, Jonathan, Thiago Heleno (C), Pedro Henrique – Leo Cittadini, Richard, Jadson, Christian – Carlos Eduardo e Nikão.

Técnico: Renato Portaluppi

Grêmio 4-3-3: Paulo Victor – Diogo Barbosa, Paulo Miranda, Victor Ferraz, Walter Kannemann (C) – Darlan, Éverton, Lucas Silva – Diego Souza, Pepê e Isaque.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese