Corinthians é dominado, leva gol no fim e perde para o Fortaleza em prévia da Sul-Americana

Cássio, a trave e a noite infeliz de Marinho iam salvando o time alvinegro, mas Pikachu marca nos acréscimos para garantir vitória dos cearenses

Lucero comemora gol pelo Fortaleza Foto: Mateus Lotif/FEC

Estadão

Na prévia da semifinal da Sul-Americana, o Corinthians foi protagonista de uma apresentação sofrível e perdeu por 2 a 1 para o Fortaleza. Na Arena Castelão, o time de Vanderlei Luxemburgo foi dominado e só não deixou o gramado goleado graças à noite infeliz de Marinho.

O atacante foi um dos principais personagens da partida. O jogador ex-Santos e Flamengo deu muito trabalho para a defesa corintiana, montada com três zagueiros, mas perdeu pênalti e deixou o campo sem marcar e chorando devido a dores na perna esquerda.

Ele até chegou a balançar as redes no que seria um golaço, anulado, porém, porque o árbitro Rodrigo José Pereira de Lima entendeu que Marinho dominou a bola com o braço antes de concluir. No segundo tempo, o atacante foi derrubado por Bidu dentro da área e chamou a responsabilidade. Tirou a bola das mãos da Thiago Galhardo para cobrar o pênalti que sofreu, mas falhou da marca da cal ao chutar para fora.

Antes disso, quem marcou foram Juan Martin Lucero e Pedro. O argentino abriu o placar aos 25 minutos do primeiro tempo depois de vacilo da defesa do Corinthians na saída de bola. Sete minutos depois, em lance de oportunismo, de cabeça, o jovem atacante corintiano deixou tudo igual e definiu o placar na capital cearense. Foi seu primeiro gol como profissional.

Foi mais uma apresentação sofrível do Corinthians, que tem tido muito mais sorte que juízo em seus últimos compromissos. Como na Argentina, onde foi amplamente dominado pelo Estudiantes, a equipe alvinegra pouco produziu ofensivamente e deu espaço para o rival atacar.

No entanto, o desfecho foi diferente. Nem Cássio, com várias defesas, e a trave, que também jogou a favor do Corinthians em conclusão de Pochettino, evitaram a derrota corintiana. No fim, o Fortaleza, depois de finalizar 20 vezes, foi premiado pela insistência e pelo bom futebol e conseguiu a vitória nos acréscimos com gol de Yago Pikachu.

Custaram caro os muitos erros da equipe alvinegra, que chegou a quatro jogos seguidos sem vitória no Brasileirão. Permanece com 26 pontos, caiu para a 14ª colocação e continua ameaçada pelo rebaixamento. O Fortaleza tem 35 pontos e sua briga é por uma vaga na próxima edição da Libertadores.

No fim de setembro e início de outubro os dois vão decidir quem avança à final da Sul-Americana. O primeiro jogo é na Neo Química Arena e o segundo, no Castelão.

FORTALEZA 2 X 1 CORINTHIANS

  • FORTALEZA: João Ricardo; Tinga, Brítez, Titi (Escobar) e Bruno Pacheco; José Welison, Caio Alexandre e Pochettino; Marinho (Yago Pikachu), Lucero (Silvio Romero) e Guilherme (Machuca). Técnico: Juan Pablo Vojvoda.
  • CORINTHIANS: Cássio; Léo Maná (Wesley), Bruno Méndez, Gil, Caetano e Matheus Bidu; Moscardo (Cantillo), Giuliano e Ruan (Matheus Araújo); Pedro (Gustavo Mosquito) e Yuri Alberto (Ángel Romero). Técnico: Vanderlei Luxemburgo.
  • Gols: Lucero, aos 25, e Pedro, aos 32 minutos do primeiro tempo. Yago Pikachu, aos 48 minutos do segundo tempo.
  • Árbitro: Rodrigo José Pereira de Lima.
  • Cartões amarelos: Marinho, Gil, Bruno Méndez
  • Público: 32.690 torcedores.
  • Renda: R$ 631.997.00
  • Local: Arena Castelão, em Fortaleza.
Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese