Duda e Ana Patrícia são campeãs mundiais de vôlei de praia; dupla masculina fica com o vice

Brasileiras superam as canadenses Bokovec e Brandie por 2 sets a 0, com parciais de 21/17 e 21/19

Duda e Ana Patrícia faturaram o Mundial de vôlei de praia feminino, disputado neste domingo em Roma. Foto: Reprodução/ FIVB

Por Estadão

Após um hiato de sete anos, o Brasil voltou a conquistar o título mundial no vôlei de praia feminino, graças a Duda e Ana Patrícia. A dupla brasileira derrotou as canadenses Bokovec e Brandie por 2 sets a 0, com parciais de 21/17 e 21/19, em jogo disputado neste domingo, em Roma.

A última vez que o Brasil havia sido campeão foi em 2015, com Ágatha e Bárbara, na Holanda. Com isso, Duda e Ana Patrícia confirmam a boa fase, que vem desde os tempos da base, época em qu foram bicampeãs mundiais sub-21 e conquistaram os Jogos Olímpicos da Juventude.

Elas também renovam a expectativa brasileira, principalmente depois de o país ficar sem medalha pela primeira vez em uma Olimpíada, durante a disputa em Tóquio, no ano passado. “Sempre quis esse título, assim como quero o da Olimpíada. É a coroação de todo o trabalho que vem sendo feito, a história nossa e o caminho que percorremos”, relatou Ana Patrícia.

No primeiro set, o Brasil impôs um bom ritmo e não deu a menor chance às canadenses. Com bons ataques de Duda e Ana Patrícia certeira no bloqueio, a equipe brasileira abriu 12 a 7 e só precisou administrar a vantagem para confirmar a vitória.

O segundo set foi mais equilibrado e a equipe canadense dava pinta que iria complicar a vida das brasileiras quando fizeram 17 a 16. Mas um pedido de tempo foi crucial para esfriar os ânimos de Duda e Ana Patrícia. Mais calmas, mostraram muita segurança, conseguiram virar o duelo para 21 a 19, com pontos importantes de bloqueio de Ana Patrícia, e confirmaram o título.

“A gente sonha por esse momento, sempre antes de dormir eu pensava nisso. Estou muito feliz e sem palavras, tivemos todo suporte da família, dos amigos, da comissão técnica e do Praia Clube”, disse Duda.

MASCULINO

A dupla masculina não teve a mesma sorte. Vitor Felipe e Renato não estavam em um grande dia e acabaram sendo derrotados pelos noruegueses Mol e Sorum, que já haviam conquistado a medalha de ouro nas últimas Olimpíadas.

Contra os ‘grandalhões’ noruegueses, os brasileiros sofreram com o bloqueio e não conseguiram esboçar reação contra a dupla rival. No primeiro set, Vitor Felipe e Renato até esboçaram bons momentos, mas perderam de 21 a 15.

No segundo set, a dupla brasileira não demorou a ficar atrás do placar. Coube aos noruegueses apenas manter o ritmo para segurar Vitor Felipe e Renato e confirmar o favoritismo.

MEDALHA DE BRONZE

Além do segundo lugar, o Brasil também ficou com a medalha de bronze no mundial, com a dupla formada por André e George, que venceram os americanos Schalk e Bunner por dois sets a um, com parciais de 15/21, 21/17 e 15/11.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado.

pt_BRPortuguese