F-1: Verstappen obtém 18ª vitória no ano e se inspira em Elvis após triunfo: ‘Viva Las Vegas!’

Piloto holandês também festeja marca de 53 triunfos na categoria e se junta a Vettel em corridas vencidas

Max Verstappen festeja em cima da sua Red Bull a vitória no GP de Las Vegas de F-1 Foto: Bob McCaffrey / AFP

Estadão

Inspirado na música “Viva Las Vegas”, de Elvis Presley, Max Verstappen voltou a reinar nas pistas ao vencer o GP de Las Vegas de Fórmula 1, na madrugada deste domingo do horário de Brasília. Com o triunfo, ele aumenta suas marcas na categoria. Esta foi a 18ª vitória do piloto da Red Bull somente nesta temporada e o triunfo 53 de sua carreira, tornando-o o terceiro maior vencedor da categoria, ao lado de Sebastian Vettel. Ainda no carro, após cruzar a linha de chegada, o holandês soltou a voz pelo rádio para comemorar ao gritar: “Viva Las Vegas, Viva Las Vegas”.

“Espero que todos tenham gostado. Nós definitivamente gostamos. Estou animado para voltar aqui no próximo ano e tentar fazer algo semelhante. Foi realmente uma sensação muito especial correr aqui”, afirmou o holandês, mudando o tom do seu discurso no dia anterior.

O ferrarista Charles Leclerc, dono da pole, terminou em segundo após arriscar uma manobra ousada na última volta. O terceiro posto ficou com o mexicano Sergio Pérez, da Red Bull. Já campeão antecipado da temporada, o holandês alcançou os 549 pontos. O terceiro lugar na corrida rendeu a Sergio Pérez o vice-campeonato da Fórmula 1 em 2023. Ele chegou a 273 e abriu vantagem de 41 pontos para Lewis Hamilton, que terminou a disputa em sétimo.

“A nossa crise (com Max Verstappen) foi real. Depois de Barcelona, eu tive o carro mais dominante da história, mas tivemos dificuldades na instalação e a desconfiança cresceu do nosso lado. A chave para a nossa temporada foi ficar focado em nosso trabalho”, disse Pérez.

A última corrida da temporada está marcada para o próximo fim de semana. A 22ª prova de 2023 será o Grande Prêmio de Abu Dhabi, que será disputada no circuito de Yas Marina, no domingo.

Las Vegas

O GP realizado na famosa cidade dos Estados Unidos foi cercado de pompa até mesmo após o fim da prova. Os três primeiros colocados foram conduzidos ao pódio por uma luxuosa limusine, lembrando os tempos de Elvis. A bandeirada ficou a cargo do cantor Justin Bieber.

Empolgado pelo resultado e o ambiente festivo que envolveu a cidade americana, Verstappen gritou para seus companheiros durante o trajeto para o pódio: “Vamos todos direto para a boate.” Para vencer em Las Vegas, o piloto da Red Bull precisou ter paciência e estratégia a fim de superar as dificuldades que surgiram durante a corrida. “E realmente queria vencer. Foi uma disputa muito movimentada e divertida. Honestamente, não sobrou nada”, afirmou.

Após assumir a ponta logo depois da largada, Max foi punido pelos juízes por jogar Leclerc fora da pista e foi penalizado com cinco segundos nos boxes. Ele cedeu a liderança na volta 16 e, com a parada forçada, teve de fazer uma corrida de recuperação ao cair para o 11º lugar. O bom rendimento da Red Bull, no entanto, fez com que o holandês voltasse à briga pelo pódio já na volta 33. Após superar Leclerc e depois ultrapassar seu companheiro de equipe Sergio Pérez, Verstappen recuperou a ponta no giro 37.

Na corrida, o acidente mais grave foi uma batida de Lando Norris, que passou reto na curva. Por precaução, o piloto inglês da McLaren foi encaminhado para o Centro Médico Universitário para ser avaliado.

Leclerc ajudou a Ferrari a diminuir a diferença para a Mercedes no Mundial de Construtores. Faltando uma prova, a escuderia italiana aparece em terceiro lugar e contabiliza 388 pontos contra 392 da segunda colocada. Com o título garantido, a RBR ostenta 822 pontos.

Confira a classificação final do GP de Las Vegas:

  • 1º – Max Verstappen (HOL/RED Bull), em 1h29min07s289
  • 2º – Charles Leclerc (MON/Ferrari), a 2s070
  • 3º – Sergio Pérez (MEX/Red Bull), a 2s070
  • 4º – Esteban Ocon (FRA/Alpine), a 18s665
  • 5º – Lance Stroll (CAN/Aston Martin), a 20s067
  • 6º – Carlos Sainz Jr. (ESP/Ferrari), a 20s834
  • 7º – Lewis Hamilton (ING/Mercedes), a 21s755
  • 8º – George Russell (ING/Mercedes), a 28s091
  • 9º – Fernando Alonso (ESP/Aston Martin), a 25s964
  • 10º – Oscar Piastri (AUS/McLaren), a 29s496
  • 11º – Pierre Gasly (FRA/Alpine), a 34s270
  • 12º – Alexander Albon (TAI/Williams), a 43s398
  • 13º – Kevin Magnussen (DIN/Haas), a 44s825
  • 14º – Daniel Ricciardo (AUS/AlphaTauri), a 48s525
  • 15º – Zhou Guanyu (CHN/Alfa Romeo), a 50s162
  • 16º – Logan Sargeant (EUA/Williams), a 50s882
  • 17º – Valtteri Bottas (FIN/Alfa Romeo), a 1min25s350

Não completaram a prova:

  • Yuki Tsunoda (JAP/AlphaTauri)
  • Nico Hülkenberg (ALE/Haas)
  • Lando Norris (ING/McLaren)
Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese