Por que a Globo não vai transmitir Peru x Brasil e como assistir ao jogo

A TV Globo, a emissora que virou a casa do Brasil nas últimas décadas, não chegou a um acordo para garantir os direitos da partida e não transmitirá o confronto.

© Selección Peru/DivulgaçãoBrasil e Peru se encontram pela primeira vez depois da final da Copa América 2019, em amistoso nos Estados Unidos.

Por PLACAR

A seleção brasileira enfrenta o Peru pela segunda rodada das Eliminatórias para a Copa do Mundo de 2022 nesta terça-feira, 13, a partir das 21h (de Brasília). O torcedor, contudo, não conseguirá assistir ao jogo tão facilmente. A TV Globo, a emissora que virou a casa do Brasil nas últimas décadas, não chegou a um acordo para garantir os direitos da partida e não transmitirá o confronto – é a primeira vez que isso acontece desde um amistoso contra Argentina, em 2017. O compromisso será exibido apenas pela internet, no serviço por streaming EI Plus – a assinatura custa 13,90 reais por mês

ASSISTA O JOGO DO BRASIL x PERU

TV BRASIL

https://t.co/8JGEihDKZX

http://pic.twitter.com/U73PqMIcdt

A negociação de direitos de transmissão feita pela Conmebol é semelhante ao acordado no Brasil pela Medida Provisória 984/2020, conhecida popularmente como a “MP do Mandante”. As dez seleções que participam das Eliminatórias da América do Sul podem negociar os jogos que farão dentro de suas casas. Para transmitir um jogo da seleção brasileira como visitante, a Globo precisa garantir os direitos das outras confederações.

A Mediapro comprou os direitos dos jogos da seleção peruana em casa e também de outras equipes sul-americanas. A empresa detém um pacote que incluem oito dos dez jogos do Brasil como visitante nas Eliminatórias. A Globo tentou chegar a um acordo para poder exibir as partidas na TV aberta e no canal por assinatura SporTV, mas não quis pagar os 20 milhões de dólares (110 milhões de reais) exigidos pela Mediapro. Por isso, o confronto contra o Peru ficou de fora da grade – ainda existe o risco de que outras partidas não sejam exibidas.

“A Globo tem os direitos de transmissão dos jogos das Eliminatórias da Copa do Mundo que acontecem no Brasil e na Argentina. Nos últimos meses, buscamos entendimento com os detentores de direitos dos demais jogos, sempre dentro das condições atuais do mercado. Não houve acordo, mas permanecemos abertos ao diálogo”, disse a assessoria de comunicação da emissora carioca em comunicado.

Continua após a publicidade

O secretário-executivo do Ministério das Comunicações Fabio Wajngarten chegou a afirmar, em sua conta no Twitter, que iria pedir à direção da CBF uma autorização para transmitir a partida na TV Brasil. A prerrogativa, entretanto, não é da entidade máxima do futebol brasileiro, já que os direitos, que pertenciam à seleção peruana, mandante da partida desta terça-feira, às 21h (horário de Brasília), foram negociados com a Mediapro.

“A Conmebol utiliza o modelo aderido agora no Brasil pela ‘MP do Mandante’. O visitante não pode obter um direito de transmissão que não é dele. Não tem o que discutir. E também não seria possível uma conversa com a CBF para a exibição da partida, ou argumentar que existe um interesse nacional. Isso só vale para os jogos no Brasil. O direito é adquirido pelo Peru”, explicou Bruno Maia, ex-vice-presidente de marketing do Vasco da Gama, especialista em inovação e novos negócios na indústria do esporte e sócio da 14, agência de conteúdo estratégico.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese