Valtteri Bottas ganha Grande Prêmio de F1 da Rússia após Lewis Hamilton sofrer dupla pena de tempo.

Valtteri Bottas venceu o Grande Prêmio da Rússia em Sochi, à frente de Max Verstappen e Lewis Hamilton. O companheiro de equipe de Bottas, Hamilton, largou na pole tentando igualar o recorde de vitórias de Michael Schumacher, mas o piloto britânico foi atingido por duas penalidades de tempo que efetivamente encerraram seu desafio.

MERCEDES-AMG PETRONAS F1 EQUIPE DE EQUIPE VALTTERI BOTTAS DA FINLÂNDIA COMPETES NA FÓRMULA 2020 UM GRANDE PRÊMIO RUSSO NO SOCHI AUTODROM CRÉDITO DE IMAGEM: GETTY IMAGES.

Por eurosport

Valtteri Bottas se aproveitou de uma penalidade de 10 segundos concedida a Lewis Hamilton para reivindicar sua segunda vitória da temporada no Grande Prêmio da Rússia e reacender suas chances de campeonato. Hamilton aplicou duas punições separadas por realizar duas largadas de treino fora da área designada antes do início da corrida, mudando a dinâmica da competição entre os dois companheiros de equipe da Mercedes.

Uma primeira volta cheia de incidentes viu Lance Stroll e Carlos Sainz retirarem-se após colisões, com Hamilton a manter a sua posição sob pressão de Bottas a descer para a curva dois. No entanto, Bottas foi capaz de assumir o controle da corrida quando Hamilton teve que cumprir sua penalidade de 10 segundos no pitlane, negando ao líder do campeonato mundial a chance de igualar o histórico de longa data de Michael Schumacher de 91 vitórias em corridas.

MOTORISTA DO DIA – CHARLES LECLERC (FERRARI)

Esta temporada foi inesquecível para a Ferrari, com a Scuderia bem fora do ritmo dos líderes, mas Charles Leclerc continua a superar o carro que tem sob ele. Isso foi sublinhado pelo 13º lugar obtido pelo companheiro de equipe Sebastian Vettel, que lutou por velocidade em linha reta. O sexto lugar ainda não é onde a Ferrari deseja estar no grande esquema das coisas, mas Leclerc continua a se provar como piloto nesta temporada.

ONDE A CORRIDA FOI VENCIDA 1/53 –

Luzes apagadas! Que começo! Bottas tem uma visão real de Hamilton, com o finlandês à frente de seu companheiro de equipe indo para a curva dois, mas Hamilton consegue se manter na posição!

Houve incidentes no meio-campo e na parte de trás do pelotão! Sainz passou pelos cabeços depois de passar por cima e Stroll está na barreira!

7/53 – Penalidade de cinco segundos para Hamilton!

Os comissários finalmente chegaram a uma decisão sobre o início dos treinos de Hamilton fora da área designada e o líder do campeonato mundial terá cinco segundos deduzidos de seu tempo de chegada.

17/53 – Hamilton para os boxes!

O líder da corrida chega e vai cumprir sua penalidade de 10 segundos no pitlane! É uma boa parada da Mercedes. Onde vai o Hamilton sair? Ele está na frente do Ricciardo e isso deve ser considerado um relativo sucesso! Funcionou tão bem quanto eles esperavam!

36/53 – Outra volta mais rápida!

Bottas simplesmente não pode ser capturado no momento. Está com ar limpo e sem trânsito pela frente, está no melhor carro do grid e está em um circuito onde sempre alcançou bons resultados ao longo de sua carreira. Esse aí está na bolsa do Bottas? Bottas vence o GP da Rússia! É a segunda vitória da temporada 2020 para Bottas e ele reacende suas chances de campeonato com o companheiro de equipe da Mercedes, Hamilton, terminando em terceiro! Verstappen divide as duas Silver Arrows, com Perez em quarto e Ricciardo em quinto. Leclerc leva para casa a Ferrari em sexto lugar, o que considerando como foi a tarde de Vettel não é um resultado terrível.

TROCA DE PIT DO DIA

“Bom momento para agradecer aos meus críticos – a quem possa interessar, foda-se”, disse Bottas no rádio da equipe da Mercedes após pegar a bandeira quadriculada. O finlandês de fato teve seus críticos nesta temporada. Este desempenho provou que ele ainda pode desafiar Hamilton por vitórias na corrida, mesmo se ele teve uma fatia de sorte através da penalidade de tempo aplicada a seu companheiro de equipe. MELHOR SUPERTAÇÃO A melhor ultrapassagem da corrida veio com apenas 15 voltas, quando Perez empurrou Ricciardo suavemente para a parte empoeirada da pista antes de fazer a descida por dentro. O Racing Point foi capaz de reivindicar o P5 do australiano, apesar do Renault ter uma velocidade superior em linha reta.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese