Lula confirma que brasileiro está entre os reféns do Hamas e diz que ele pode ser libertado em breve

Declaração foi dada após Presidente da República conversar com o emir do Catar, que tem influência sobre o grupo terrorista.

Lula em encontro com emir do Catar, Tamim bin Hamad al-Thani. O Catar foi responsável pela mediação entre Hamas e Israel para libertação de reféns. Foto: Agência de Notícias do Catar/Divulgação via Reuters

Estadão

BRASÍLIA – O presidente Luiz Inácio Lula da Silva confirmou nesta quinta-feira, 30, que há um brasileiro entre os reféns do grupo terrorista Hamas e que negocia a sua libertação. Em entrevistas a imprensa em Doha, no Catar, Lula disse que tratou do assunto com o emir qatari, Tamim bin Hamad al-Thani, um dos principais mediadores para a libertação dos reféns da Faixa de Gaza, e que o brasileiro pode ser resgatado “por esses dias”.

Lula acrescentou que o Catar é um parceiro importante e que o país ajudou na liberação de brasileiros que queriam repatriação e estavam retidos na Faixa de Gaza, e por isso agradeceu ao emir. “Tem brasileiro lá ainda. Na liberação de um refém que ainda pode ser liberado por esses dias. Eu vim agradecer a ele [al-Thani]”, afirmou o presidente da República. A assessoria de imprensa do Planalto confirmou que Lula se refere a um refém do Hamas.

Lula não confirmou a identidade do refém, mas é provável que se trate de Michel Nisenbaum, de 59 anos, que mora em Israel há de quatro décadas. Michel falou com a família no dia do ataque em 7 de outubro, mas logo depois seu carro foi encontrado carbonizado. Ele está desaparecido desde então.

O Catar tem relações próximas com o grupo terrorista Hamas e, desde o ataque em 7 de outubro, media a libertação de reféns do grupo. Segundo informações das Forças de Defesa de Israel, cerca de 240 pessoas foram capturadas pelos terroristas no ataque. Mais de uma centena foi libertada desde o acordo de cessar-fogo, quase todos eles mulheres e crianças.

O cessar-fogo entre Israel e o Hamas começou no dia 24 com a previsão de durar até a segunda-feira, 27, mas foi estendido por dois dias à priori e renovado por mais um nesta quinta-feira, 30. A negociação para a libertação dos reféns restantes continua.

Lula segue viagem para Dubai, nos Emirados Árabes, onde participa da Conferência do Clima, e a Alemanha.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese