Movimento pró-Bolsonaro é realizado na Av. São Sebastião em Parnaíba no dia 7 de setembro.

Estavam presentes milhares de parnaibanos em favor de Bolsonaro.

© Facebook. Manifestação pró Bolsonaro na rotatória do João Xlll em Parnaíba PI.

Por Phbwebcidade

Marcos Ranyere Portela da Cunha

Depois de várias manifestação no dia em que o Brasil se tornou independente em 7 de setembro de 1822. Em Parnaíba, na rotatória do João Xlll e em frente ao Tiro de Guerra vários manifestantes apoiadores de Bolsonaro gritavam “Liberdade e avante Bolsonaro!”. “Viva aos 199 anos de Independência”; Viva a constituição”. E carregavam faixas com frases: “Limpeza Geral no STF”, Fim dos Comunistas do Poder”, “Democracia Sim Comunismo Não!

Protestos nas avenidas de Parnaíba PI
Protestos nas avenidas de Parnaíba PI
Protestos nas avenidas de Parnaíba PI

Muitos parnaibanos estavam vestidos com as cores verde amarelo, carregando a bandeira do Brasil, cantaram o hino nacional e logo em seguida fizeram um discurso em favor do presidente Jair Messias Bolsonaro.

Na ocasião, o prefeito Francisco de Assis Moraes Sousa o Mão Santa a primeira dama Adalgisa Carvalho de Moraes Sousa, a vereadora Neta Castelo Branco o presidente da Câmara Municipal de Parnaíba Carlson Pessoa jornalistas de direita e demais autoridades, estiveram no ato de protestos junto com mais de 50.000 apoiadores parnaibanos em praças, avenidas e em várias partes da cidade.

Prefeito de Parnaíba Francisco de Assis Moraes Sousa o Mão Santa e demais autoridades políticas com apoiadores de Jair Bolsonaro em Parnaíba PI

As manifestações foram realizadas pelo menos em 15 capitais, incluindo Brasília, São Paulo e Rio de Janeiro, com pautas antidemocráticas, a favor do governo Jair Bolsonaro (sem partido) e contra o STF (Supremo Tribunal Federal).

Entre as demais cidades com passeatas ou carreatas estão Salvador, Recife, São Luís, Fortaleza, Belém, Belo Horizonte, Florianópolis, Goiânia, Teresina e Parnaíba Algumas delas também registram atos menores de oposição ao presidente, principalmente organizados pelo movimento Grito dos Excluídos.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese