Polícia prende acusado de aplicar golpes do cartão de crédito no Piauí.

Nesse golpe, a pessoa recebe uma ligação de alguém que se apresenta como funcionário do banco, alegando que o cartão de crédito foi clonado e precisa ser substituído.

Acusado de aplicar golpes foi preso pela Polícia Civil

Por: Meio NortePhbwebcidade Parnaíba PI 

A Polícia Civil do Piauí, por meio da Gerência de Polícia Especializada (GPE) e Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), com apoio da Diretoria de Inteligência da SSP-PI, GRECO e Delegacia de Altos, realizou a prisão em flagrante de um homem suspeito de praticar crime de estelionato, conhecido como golpe do motoboy.

De acordo com as investigações, nesse golpe, a pessoa recebe uma ligação de alguém que se apresenta como funcionário do banco, alegando que o cartão de crédito foi clonado e precisa ser substituído.

Em seguida é solicitada a digitação da senha no celular e depois que seja quebrado ao meio o cartão supostamente clonado. Posteriormente, o golpista informa que um motoboy buscará o cartão inutilizado. Com o chip e os dados do cartão em mãos, os criminosos fazem compras em nome da vítima

O suspeito foi preso no município de Altos, com várias máquinas de cartão e levado a Central de Flagrantes de Teresina. O Gerente de Polícia Especializada, Delegado Mateus Zanatta acredita que muitas pessoas já caíram no golpe.

“Diante dessa prisão, esperamos que as vítimas possam procurar a Polícia Civil para realizar denúncia do caso e identificarmos todos os crimes praticados por ele”, finaliza o delegado.

O titular da DRCI, Delegado Anchieta Nery, alerta que “bancos e demais instituições financeiras não entram em contato por meio de SMS ou e-mail. E quando fazem contato telefônico, não solicitam entrega de cartões ou quaisquer documentos. A população deve ficar alerta.”

Compartilhe esta notícia!

Atividade Principal: Editor de Jornais Diários Independente. CNAE - 58.12 - 3/01. CNPJ: 33.094.337/0001-64 Empresa: Phbwebcidade. Formação: Pedagogo e Especialista em Psicopedagogia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese