Bolsonaro reclama de críticas a Kassio Marques: “Acusaram o cara de tudo”

A escolha do magistrado tem sido alvo de críticas até de aliados do governo por causa de sua suposta ligação com o PT.

© Sérgio Lima/Poder360 18.fev.2020 Bolsonaro defendeu Kassio Marques de críticas.

Por Poder 360

Durante conversa com apoiadores no Palácio da Alvorada nesta 3ª feira (6.out.2020), o presidente Jair Bolsonaro voltou a defender seu indicada para o STF (Supremo Tribunal Federal), o desembargador Kassio Marques.

A escolha do magistrado tem sido alvo de críticas até de aliados do governo por causa de sua suposta ligação com o PT.

Marques é desembargador no TRF-1 (Tribunal Regional Federal da 1ª Região), desde 2011. Foi escolhido pela ex-presidente Dilma Rousseff. Bolsonaro destacou que a escolha ocorreu pela chamada “lista tríplice”.

O presidente também disparou contra decisão envolvendo o terrorista italiano Cesare Battisti.

“A questão do Kassio é impressionante. Acusaram o cara de tudo. Parecia até que ele era 1 dos bandidos mais procurados do Brasil. Começam mentindo [dizendo] que ele votou para que o Battisti ficasse no Brasil. Quem decidiu foi o Supremo Tribunal Federal em 2009. Ah, ‘ele é comunista’… Pô, comunista está cheio aqui no Brasil.

A sabatina do indicado pelo presidente Jair Bolsonaro deve ser realizada pela CCJ (Comissão de Constituição e Justiça) do Senado em 21 de outubro. É o que foi acordado em reunião do presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP) com líderes partidários nesta 3ª feira (6.out).

Marques nasceu em 16 de maio de 1972 em Teresina, no Piauí. Tem 48 anos. Se for aprovado e tomar posse no STF, pode ficar 27 anos na cadeira, até completar 75 anos em 2047. Se aprovado pelos senadores, assumirá a vaga a ser deixada pelo ministro Celso de Mello.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese