Bolsonaristas tentam invadir Ministério da Saúde após ameaçar equipe de TV; veja vídeo

Grupo força entrada por porta e janelas de vidro do ministério; eles teriam perseguido equipes da imprensa

Bolsonaristas tentam invadir Ministério da Saúde em Brasília – Reprodução

Por Folhapress

BRASÍLIA

Um grupo de apoiadores de Jair Bolsonaro (sem partido) tentou invadir a sede do Ministério da Saúde em Brasília na manhã desta quarta-feira (8). A ação ocorre no dia seguinte aos atos pró-governo e de raiz golpistas promovidos pelo presidente no feriado de 7 de Setembro.

Segundo um integrante da pasta que acompanhou a tentativa de invasão, os manifestantes tentaram agredir equipes da imprensa que estavam em frente ao ministério. ​

Os manifestantes hostilizaram e ameaçaram a equipe da TV Record. Um cinegrafista teria deixado a câmera para trás ao fugir do grupo. O equipamento foi devolvido na portaria da Saúde mais tarde, segundo um integrante da pasta.

Imagens divulgadas pelo portal Metrópoles mostram o grupo avançando sobre a porta e vidros do ministério. A entrada havia sido fechada às pressas com grades para evitar a invasão.

O Ministério da Saúde, em nota, confirmou a tentativa de invasão no edifício-sede da pasta. “A situação foi rapidamente contida pelos seguranças do prédio. Cabe esclarecer que não houve feridos.”

Em falas diante de milhares de apoiadores na terça-feira (7) em Brasília e São Paulo, Bolsonaro fez ameaças golpistas contra o STF, exortou desobediência a decisões da Justiça e disse que só sairá morto da Presidência da República.

Apesar de o ato em Brasília ter se dispersado após a fala de Bolsonaro, alguns apoiadores seguem acampados na Esplanada dos Ministérios.

Há também caminhões e outros carros de manifestantes estacionados na região. Estes veículos invadiram a Esplanada dos Ministérios na noite de segunda (6), quando romperam o bloqueio da polícia.

As avenidas da Esplanada seguem fechadas para carros nesta quarta (8).

Algumas faixas de apoiadores levadas ao protesto na terça afirmavam que os grupos só deixariam Brasília após a destituição de ministros do STF (Supremo Tribunal Federal).

Grupos de bolsonaristas também pressionam um bloqueio montado pela polícia em frente ao Itamaraty. Eles querem ter acesso à via que leva ao prédio do Supremo.

Procurada, a Secretaria de Segurança Pública do DF não se manifestou.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese