Como deve ser a máscara de uso obrigatório para evitar a contaminação do coronavírus?

Tamanho, espaço nas laterais e o tipo de tecido é muito importante para o conforto, quanto a eficácia para os usuários do equipamento.

FOTO: Marcos Ranyere Portela da Cunha.
Por: Marcos Cunha  – Phbwebcidade  – Parnaíba PI.

A máscara utilizada para combater o coronavírus por muitos usuários de vários estados brasileiros, não deve causar desconforto e nem cegueira. Mas o tamanho inadequado pode levar vários incômodos como falta de ar, marcas indesejáveis no rosto e muito escorregadia quando folgada.

O objetivo da máscara é proteger a pessoa de pequenas gotículas de saliva, seja contaminada ou não, já que a transmissão ocorre por meio da fala, tosse ou espirro.

O recomendável para quem precisa sair de casa é utilizar máscara de tecido, como algodão, tricoline ou TNT por ser mais leve e gerar sensação de conforto.

A obrigatoriedade da utilização de máscara como proteção contra a covid-19 é uma realidade em estados brasileiros como Piauí, Mato Grosso, Rio de Janeiro, São Paulo, Santa Catarina, Pernambuco, Bahia, Goiás, Espírito Santo, Pará, Rondônia, Sergipe, Minas Gerais e também no Distrito Federal. e vários outros estados do país.

Não é recomendado tocar ou tirar a máscara ao sair de casa, para que não haja risco de contaminação.

Vale lembrar que a falta de ar é um dos sintomas da covid-19 e merece atenção caso não seja apenas uma sensação temporária de desconforto provocado pela máscara.

Compartilhe esta notícia!

Atividade Principal: Editor de Jornais Diários Independente. CNAE - 58.12 - 3/01. Formação: Pedagogo e Especialista em Psicopedagogia.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese
pt_BRPortuguese