Traição ou crise no relacionamento? Especialistas respondem o que vem primeiro

Estudo aponta que pessoas envolvidas em casos de traição não conseguem se recuperar

Quem está em um relacionamento onde houve uma traição dificilmente se recupera do trauma — Foto: Freepik

O GLOBO

É a traição que prejudica o relacionamento ou são problemas na relação que acabam favorecendo um caso extraconjugal? Essa era a dúvida dos pesquisadores da Universidade de Tilburg, na Holanda. Para responder a essa questão, eles acompanharam quase mil adultos alemães, em média por oito anos, para entender o que acontecia com os casais antes e depois de um episódio de infidelidade.

“Acredita-se que a infidelidade tem consequências prejudiciais para o bem-estar pessoal e de relacionamento”, escrevem os autores, no estudo publicado na revista científica Psychological Science. “No entanto, a literatura empírica permanece inconclusiva sobre se a infidelidade leva a problemas de relacionamento, se representa um mero sintoma de relacionamentos conturbados, ou ambos”.

O bem-estar de cada pessoa que participou do estudo foi monitorado por meio de autorrelato, incluindo o bem-estar psicológico geral, bem como a satisfação no relacionamento.

Os resultados do estudo apontam, em primeiro lugar, que após um evento de infidelidade as pessoas que traíram o parceiro relataram menor autoestima, menor satisfação no relacionamento e menor intimidade. Curiosamente, as vítimas do evento apenas relataram menor autoestima e mais conflitos, mas outras medidas de bem-estar não diminuíram.

No entanto, foi antes dos eventos que muitas vezes ocorreram mudanças dramáticas no relacionamento. Quase todos os indicadores de bem-estar no relacionamento diminuíram gradualmente antes do caso extraconjugal, com mais conflitos e menos satisfação relatados por ambas as partes antes do evento.

Após o caso de infidelidade, a grande maioria dos relacionamentos não se recuperou, embora isso nem sempre tenha acontecido com mulheres infiéis e casais com compromissos de relacionamento mais baixos.

Infelizmente, durante anos após o acontecimento, os casos foram diferentes da maioria dos outros acontecimentos da vida: enquanto a maioria das pessoas recupera o seu bem-estar após vários acontecimentos graves, as pessoas envolvidas na infidelidade não se recuperaram.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese