Fluminense marca nos acréscimos e arranca vitória sobre o Fortaleza no Brasileirão

Diogo Barbosa marcou o gol decisivo aos 46 minutos do segundo tempo e garantiu os três pontos, após partida pouco inspirada

Fluminense venceu o Fortaleza por 1 a 0 com gol nos acréscimos — Foto: Marcelo Gonçalves/Fluminense

O GLOBO

Se no Maracanã o Fluminense vem de um mês de agosto com atuações empolgantes, no estádio Raulino de Oliveira, em Volta Redonda, o resultado chegou no sufoco. Após 90 minutos pouco criativos, o lateral Diogo Barbosa marcou o gol decisivo aos 46 do segundo tempo, garantindo os três pontos a permanência na quinta colocação do Brasileirão, com 38 pontos, a 13 do líder Botafogo.

O enredo parecia se encaminhar para um empate sem gols, resultado que estava sendo obtido pela grande atuação de Fábio, que brilhou e defendeu boas chances do Fortaleza abrir o placar, com Lucero e Machuca representando as principais tentativas. Mas o dia era do tricolor carioca, e mesmo com um desempenho fraco quando comparado aos últimos jogos, o Fluminense garantiu mais uma vitória como mandante no Brasileirão, que agora terá uma pausa para a Data Fifa.

Três pontos e três colocações separavam as duas equipes antes do apito inicial, e os dois times vivem momentos similares na temporada. Fluminense e Fortaleza tiveram mais uma boa atuação nos torneios continentais, e deixaram o Olimpia-PAR e América-MG para trás na Libertadores e na Sul-Americana, respectivamente, com vitórias nos jogos de ida e volta. As expectativas estavam em alta para dois clubes que tem dois entre os três trabalhos mais longevos de treinadores no Brasil: Diniz e Vojvoda só perdem para Abel Ferreira entre os técnicos à frente dos clubes há mais tempo.

O equilíbrio se confirmou na primeira etapa, mas através do fraco desempenho das duas equipes. No melhor estilo do Dinizismo, o Fluminense não teve dificuldades para ditar o ritmo do jogo, mas teve muita dificuldade na transição ofensiva. Bolas longas, pedido do treinador para tentar encontrar um caminho para a área, não funcionaram, nem a construção das jogadas pelo chão.

O lado esquerdo concentrou o início de boas tentativas, principalmente com Diogo Barbosa e Keno articulando, mas a dificuldade do último passe significou o término do primeiro tempo com apenas um chute encontrando o gol de cada lado, mas que foram defendidos sem suor por Fábio e João Ricardo. Se em chances de balançar as redes os primeiros 45 minutos foram fracos, em cartões a quantidade foi alta. Foram seis amarelos, dois para o Fortaleza e quatro para o Fluminense, incluindo para Diniz e Samuel Xavier, que estavam pendurados e não poderão estar em campo após a Data Fifa.

Se o Fluminense pareceu satisfeito com o empate desde o início da partida, Diniz tentou mudar o panorama. Ele usou as cinco substituições, alterando todo o setor ofensivo, mas não foi suficiente para trazer um novo ânimo para a partida. Um dos reforços, Martinelli, teve boa chance após jogada coletiva, mas pegou mal na bola e isolou a tentativa. Nos acréscimos, ele iniciou a jogada que terminou com o gol.

Quando o empate parecia o resultado final, a estrela de Diogo Barbosa brilhou. Martinelli lançou bola longa para Lima na linha de fundo, e o meia conseguiu evitar a saída. Ele jogou para a área, e o zagueiro Bruno Pacheco tentou afastar, mas a bola sobrou para o lateral mandar um chute inteligente na entrada da área, que teve como destino o canto esquerdo do goleiro João Ricardo, que não conseguiu evitar.

Agora, o Fluminense terá quase duas semanas de folga antes do novo compromisso, no clássico contra o Vasco no dia 16. Durante a paralisação dos campeonatos para a Data Fifa, o time das Laranjeiras será treinado pela comissão técnica de Fernando Diniz através de instruções do treinador, que já viaja neste domingo para assumir seu primeiro período como comandante da seleção brasileira.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese