Polícia prende ‘Mulher-gato’ suspeita de roubar residências de luxo em SP e MG

Paola Gobel, de 30 anos, tinha um mandado de prisão preventiva decretado pela polícia de Minas Gerais

‘Mulher-Gato’ é presa em São Paulo por invasão e furto a apartamentos de luxo — Foto: Reprodução

O GLOBO

Uma mulher de 30 anos foi presa nesta quinta-feira pelo Departamento Estadual de Investigações Criminais (DEIC), da Polícia Civil paulista, acusada de roubar apartamentos de luxo em Minas Gerais e São Paulo. Identificada como Paola Gobel, ela era conhecida como “Mulher-gato” e tinha um mandado de prisão preventiva decretado pela polícia mineira.

Segundo a Secretaria de Segurança Pública de São Paulo, ela teria vindo para a capital paulista após ter a prisão preventiva decretada pela Polícia de Minas Gerais. Paola foi localizada na casa do namorado, que já teve passagens por tráfico de drogas, na Vila Prudente, zona leste da capital paulista. A polícia investiga se ele tem participação nos crimes. Com ela foram apreendidas bolsas, perfumes e relógios. “As diligências prosseguem visando apurar outras atividades criminosas”, diz trecho da nota da SSP enviada ao GLOBO.

Ela passou a ser chamada de “mulher-gato” pelos policiais por estar quase sempre usando luvas pretas e vestindo roupas pretas. Ainda de acordo com as investigações, a mulher enganava os porteiros e entrava em condomínios de alto padrão se passando por moradora, parente ou amiga de algum morador. A “Mulher-gato” usava ainda seus conhecimentos de chaveiro, invadia os apartamentos e fazia os furtos, segundo o portal Band, do Uol.

Em um dos furtos feitos pela mulher, em Minas Gerais, a polícia estima que o valor que foi levado do apartamento é de cerca de R$ 1 milhão.

Compartilhe esta notícia!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

pt_BRPortuguese